30 de outubro de 2011

Simples Diálogos #1

Imagem retirada da Internet

- Amor, tenho medo.

- Medo de quê?

- Medo de um dia me abandonares.

- Eu nunca irei te abandonar.

- Prometes?

- Prometo, princesa.

- Prometes não me trocar por uma das tuas amigas mais bonita do que eu?

- Mas querida, tu és a mulher mais linda que alguma vez conheci.

- Não digas isso, amor. Eu sei que conheces mulheres mais lindas.

- De todas as mulheres que conheço não tenho dúvidas sobre seres a mais linda.

- Porque dizes que sou a mais linda?

- Porque eu te amo! Não há maior beleza do que aquela que apreciamos sentindo um  verdadeiro Amor.

- Amas-me mesmo?

- Mais do que tu possas imaginar.

- E se não me amasses?

- Eu seria um grande parvo…

26 de outubro de 2011

Doce Viagem

Imagem retirada da Internet

Dás-me, assim
Serena e divina
O vértice de tua ilha…

O feroz oceano estremece
Soam ecos de suspiros
Nessa viagem que enlouquece...

Ilha imperial… doce viagem
E no teu grito de um rosa nublado
Chego a tua casa, já selvagem
Transpirando o amor de um apaixonado…


20 de outubro de 2011

Só depende de ti

Meus queridos leitores,

Apesar das dificuldades que aparecem na vida; apesar de estarmos perante uma sociedade decadente e superficial, cheia de hipocrisia e maldade; apesar do futuro da humanidade parecer cada vez mais sombrio; nós não podemos desistir dos nossos sonhos, de lutar pelos nossos objectivos, pela nossa felicidade. 

Deixo-vos um vídeo que, no passado, me marcou...

video

18 de outubro de 2011

Outro momento

Imagem retirada da Internet

Bolo de chocolate e café.
Uma mesa na praia.
Duas cadeiras.
Um beijo.
Teu.

Doce lua de raros encantos.
Vasto mar de saudade.
Noite de desejo.
Um abraço.
Meu.

Espuma de puro prazer.
Uma cama de areia.
Uma união.
Nós.

13 de outubro de 2011

Verdadeiro Sentir


Foto retirada da Internet

É tão desconcertante
Esse insano amor que ferve
No mais sedutor olhar...
Pintado de sonhos,
Oh, sonhos....
Caiados de esperança
Na conquista de uma aventura
Num êxtase... Tu sabes!
E continuamos no longo caminho
Sem limites para conquistar
Esse amor que nos acompanha,
Férvido e implacável
Nascido para ter o seu fim
Numa fulgurosa eternidade!

8 de outubro de 2011

Sede


Imagem retirada da Internet

Bebeste um pouco de mim
Despida e serena
Com a sede do sonho
Numa noite tão pequena...

Enfim...
Foi só um pouco de mim

As mãos inquietas
Profanaram a escuridão da noite
Um instante, olhar negro
Foi só um pouco de mim...

Na sombra transparente
Da noite que se esfumava
A cortina prateada caiu
Libertando os trilhos do teu corpo
Então bebi um pouco de ti...
E morri.